No mundo globalizado e competitivo em que vivemos, nada é feito sem uma pesquisa preliminar.

Para Kuntz (2006, p. 103), “a pesquisa é o principal instrumento à disposição de um candidato para a elaboração de suas estratégias de campanha”. De nada adianta ter uma equipe bem qualificada, inteligente e outras qualidades, se o candidato não puder contar, como ponto de partida, com informações confiáveis.

 

A partir de uma Pesquisa Eleitoral, avalia-se o perfil de um eleitorado, com intuito de disponibilizar ao cliente dados sobre suas preferências, demandas, atitudes e aspirações. Uma pesquisa eleitoral possui amplo campo de aplicação. Esse tipo de pesquisa é extremamente útil para traçar estratégias de campanhas, mas também para informar o eleitorado sobre a aceitação, rejeição e/ou posição dos candidatos em uma determinada eleição. Seus resultados auxiliam na tomada de decisões políticas, pois o conhecimento oriundo desta prevê o retrato do pensamento e das ambições de determinado eleitorado dentro de um cenário político específico.